Paróquia São Francisco de Assis

Rua Raposo Tavares, 180, Vila Assis - Sorocaba, SP

(15) 3231 3100

Artigos › 10/08/2019

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR PARA O DESENVOLVIMENTO INFANTIL

 

Atualmente é inegável a importância do brincar no desenvolvimento social, emocional e cognitivo da criança. No entanto, o brincar fica em segundo plano e as crianças têm cada vez menos tempo para brincar, em prol de agendas assoberbadas com atividades extracurriculares e deveres escolares.

Ao brincarem, não só estão a explorar o ambiente à sua volta como também a desenvolver a sua própria identidade. Os jogos e a forma como a criança brinca contribuem para o seu desenvolvimento global, favorecendo a possibilidade de expressar os seus sentimentos e aprender.

Outro aspecto importante do brincar é desenvolver (e muito!) a imaginação, o raciocínio, a atenção e a criatividade. Assim, vai descobrindo os objetos, as pessoas, o partilhar, o cooperar, o socializar, o relacionar e o comunicar-se, criando sua própria realidade, transformando-a e adaptando-a aos seus desejos, medos e inseguranças, desenvolvendo sua autoimagem e autoestima.

Brincar e aprender: Como? De que forma?

  • Dançar, correr, saltar, jogar bola são excelentes estímulos para o desenvolvimento motor, contribuindo para uma maior facilidade de movimentos do corpo, para uma maior força e flexibilidade, assim como para a melhoria da coordenação motora;
  • Os blocos de construção, encaixáveis e quebra-cabeças, ajudam no reconhecimento de diferentes formas e tamanhos, permitem desenvolver a noção de seriação e de lógica;
  • Desenhar e pintar, brincarcom a massa de modelar, brincar com bonecos, permite estimular a criatividade, a imaginação e a expressão de sentimentos;
  • Aproveitar os momentos de brincar com a areia e a água é uma excelente introdução precoce à ciência e matemática;
  • Cantar e brincar com instrumentos musicais simples representam estímulos fundamentais para o desenvolvimento cognitivo, auditivo, sensorial, da fala, entre outros.

O adulto pode e deve participar na brincadeira, uma vez que o seu envolvimento não só estreita os laços afetivos com a criança como também aumenta o seu nível de interesse e motivação. Na interação, o adulto tem oportunidade de conter e ajudar a criança na elaboração das inquietações que surgem durante a brincadeira, bem como enriquecer e estimular a imaginação da criança, despertando-lhe ideias e questionando-a para a descoberta de soluções.

Os benefícios do brincar são inesgotáveis por isso, sempre que lhe seja possível, brinque muito com uma criança. Dessa forma, estará a promover o seu crescimento feliz e saudável.

 

Dra. Ana Paula Ferraz Franco Marcato, fisioterapeuta e paroquiana na Comunidade São Francisco de Assis