Paróquia São Francisco de Assis

Rua Raposo Tavares, 180, Vila Assis - Sorocaba, SP

(15) 3231 3100

Mensagem do Pároco › 20/08/2018

Mensagem do Pároco – Agosto

Caríssimos(as)

Iniciamos o mês vocacional e queremos rezar uma vez mais por todas as vocações. Vocação é um chamado de Deus para colaborarmos na obra da criação e aperfeiçoá-la e onde quer que estejamos possamos ser sinais do amor de Deus. Também gostaria de incentivar uma vez mais a fidelidade ao dízimo e a nossa campanha “Desafio de Fé”, pois já retomamos as obras em nossa paróquia, agora na comunidade São Pedro para reforma do Salão Comunitário e revitalização da Igreja. Depois será a vez da comunidade Nossa Senhora do Carmo e São Mateus. No final do ano, com a graça de Deus e fidelidade de todos, teremos todas as cinco comunidades revitalizadas. O semestre que passou foi cheio e abençoado em todos os sentidos. Graças a Deus temos uma paróquia organizada, viva e atuante, com leigos que abraçam a missão e o compromisso de serem “sal na terra e luz no mundo”. Fico feliz de estar nesta paróquia como pastor e administrador, mas principalmente vivendo minha fé também. No início do mês, rezamos pelos sacerdotes… Os mais de 430 mil espalhados pelo mundo. Agradeço a Deus o dom da vocação e por estar aqui com vocês. Peço a oração, compreensão, colaboração e amizade de todos. Às vezes o peso dos compromissos faz com que nossas energias esmoreçam, mas Deus nos conduz sempre. Sei que poderia talvez fazer mais por esta paróquia, mas devido às outras funções que tenho na Igreja fica difícil, pois humanamente o cansaço aparece. Peço perdão e compreensão por isso, por não fazer mais… Também penso ser importante neste mês já começarmos a refletir sobre as eleições que se aproximam. Se queremos algo melhor para o nosso país, agora é hora de se manifestar. A Doutrina Social de Igreja Católica pede que participemos do processo democrático onde vivemos e que colaboremos para uma sociedade melhor e mais justa. A Igreja em si não indica candidatos, entretanto, é necessário analisarmos o perfil de cada um, se está de acordo com o que o Evangelho e nossa Igreja ensinam, de preferência, penso que católico vote em católico. Precisamos rezar, mas fazer a nossa parte também e orientar aqueles que estão sem rumo, pois depende de nós. Aqueles que irão nos representar só estarão lá se forem votados, eleitos. Não prestarão concurso, portanto é responsabilidade nossa colocá-los lá ou não. Depois não vai adiantar “chorar o leite derramado” com manifestações e greves. Precisamos ter consciência do que é e de como funciona a democracia realmente, que infelizmente em nosso Brasil funciona tão mal, onde nem se pode dizer que é uma democracia, pois nossos três poderes (legislativo, executivo e judiciário) cumprem tão mal suas funções diante da população e buscam na maioria das vezes somente o bem particular. Segundo dados, 70% dos candidatos tentam a reeleição e mais da metade tem processos na justiça e muitos até já condenados. Precisamos, portanto, estar atentos nessas eleições e despertar para a verdadeira democracia e bem comum. Vamos rezar e, como cristãos católicos, fazer a nossa parte.

Despeço-me com minha bênção sacerdotal, rezando sempre por todos +.

Os comentários estão desativados.